Você sabia que o calor pode ajudar no tratamento de dores crônicas e de outros problemas de saúde? Isso mesmo! Isso acontece por meio da termoterapia, uma nova modalidade que ganha cada vez mais adeptos, além de ser bastante indicada pelos médicos.

Se você quer saber mais sobre esse assunto, continue a leitura e entenda o que é a termoterapia e as situações em que ela é recomendada. Vamos lá?

O que é a termoterapia e como ela funciona?

Chamamos de termoterapia o processo de mudança de temperatura nos tecidos do corpo humano. Existem diversas clínicas que oferecem essa modalidade de terapia e, até mesmo, produtos para que as pessoas possam fazer os procedimentos sozinhas, em suas próprias casas.

Para executar a técnica, é simples. Basta utilizar uma manta térmica, que faz a transferência de calor de um lugar para outro. A ideia é que, ao elevar a temperatura corporal, seja aumentada a velocidade metabólica, amenizando dores diversas.

Em alguns casos, o aquecimento da manta é unido a outros tipos de tratamento, como a LEDterapia. Assim, pequenos emissores de LED são inseridos em uma manta especial, para que a luz penetre nas células e permita a regeneração de forma prática e rápida, sem que o paciente precise passar por muita dor.

Em que situações ela é recomendada?

A termoterapia é recomendada em diversas situações. Veja, a seguir, alguns exemplos de sua aplicação!

Inflamações crônicas

Pessoas que sofrem com dores provenientes de artrite, artrose, tendinite, inflamações nervosas, entre outras, podem fazer a termoterapia para aliviar esses sintomas. Existem casos em que pacientes relatam, até mesmo, a cura total para esses problemas.

Dores musculares crônicas

Distensões musculares e dores nos músculos por conta da prática de exercícios físicos de forma exagerada também podem ser tratadas pela termoterapia. Muitos atletas são adeptos desse método.

Eliminação de toxinas pelo suor

Pessoas que têm uma alta quantidade de toxinas no corpo, e precisam fazer uma limpeza ou detox, também podem se beneficiar da termoterapia. Isso porque o calor agita as células e faz com que as toxinas sejam eliminadas por meio do suor.

Lesões

Lesões diversas, como torsões musculares, batidas, entre outras, são muito tratadas pela termoterapia, conquistando, na maioria das vezes, resultados satisfatórios.

Em que situações a termoterapia não é indicada?

É preciso ter atenção antes de iniciar um tratamento de termoterapia, uma vez que ele tem algumas contraindicações. Pessoas que têm problemas de pressão alta ou trombose não podem realizar essa terapia.

Isso porque ela aumenta a atividade sanguínea e pode causar sérios transtornos para quem já tem problemas de circulação. Logo, em casos assim, o melhor a ser feito é evitar.

Gostou de saber mais sobre essa técnica? É uma boa maneira de resolver dores e pode ser uma alternativa interessante para você. No entanto, lembre-se de sempre consultar o seu médico antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.

A termoterapia tem como base o calor, mas também existe a terapia do frio. Entenda mais sobre o tema em nosso artigo que fala sobre esse assunto.