Se você é uma pessoa preocupada com a sua qualidade de vida, certamente, já ouviu falar das meias de compressão. O acessório, que comprime os músculos da panturrilha, pode ser um ótimo aliado, especialmente, para quem busca diminuir a sensação de peso e cansaço nas pernas ou, até mesmo, para aqueles que querem um melhor desempenho na prática de atividades físicas.

No entanto, as meias não se resumem apenas a essas características, visto que há vários tipos e indicações. Ficou com dúvidas? Não tem problema! Continue acompanhando o post e saiba mais sobre elas! 

Como funcionam as meias de compressão?

Antes de tudo, vamos entender como funciona o sistema circulatório: o coração bombeia o sangue, através das artérias, para os membros. Isso quer dizer que o sangue oxigenado chega até as pernas (membros inferiores) com a força exercida pelo coração. 

Agora, imagine que o sangue chegou até a perna e precisa retornar — subir. Para auxiliar nesse retorno, existem válvulas unidirecionais nas veias das pernas. No entanto, se há algum problema nessas válvulas ou obstrução nas veias, o sangue não tem como retornar para o coração e completar o circuito.

O que acontece, portanto, é o congestionamento das veias. Tal situação pode causar inchaço, varizes e também uma doença venosa crônica. 

Entendido isso, podemos dizer que a meia atua fazendo uma pressão uniforme nas pernas, ajudando o sangue a circular com mais velocidade e de volta ao coração. 

Qual a diferença entre as meias de compressão elástica e as de descanso?

A diferença básica entre esses dois tipos de meias é que as de compressão (média e alta) são usadas quando o paciente já apresenta algum problema na circulação sanguínea. Assim, elas ajudarão no processo de retorno do sangue dos membros inferiores para o coração.

Além disso, as meias de compressão auxiliam no tratamento de trombose, bem como no alívio de doenças venosas crônicas, entre outros problemas que se relacionam com a circulação de sangue.

Já as meias de descanso (suave compressão) são recomendadas para as pessoas que ainda não apresentam nenhuma espécie de problema venoso. Nesse sentido, elas não têm pressão regressiva controladora, por isso são usadas apenas como uma medida preventiva e não podem substituir o uso das meias de compressão.

Dessa forma, as referidas meias de descanso ajudam a evitar as temíveis varizes e aliviam as dores do dia a dia — que provocam cansaço e retenção de líquido.

Um detalhe que deve ter atenção é que é interessante em ambos os itens ter orientação médica para o uso, pois cada situação requer meias específicas. Dessa maneira, para que você tenha o resultado esperado, consulte um especialista.

Para que servem as meias de compressão e quando são indicadas?

As meias de compressão servem, basicamente, para reduzir a pressão nas pernas e normalizar a parede das veias, reforçando-as. Sabe aquela sensação de peso? Pode ser evitada! Nesse sentido, são indicadas para pessoas com algum problema que dificulta o retorno do sangue ao coração, como: 

  • histórico de varizes, síndrome pós-trombótica ou trombose;
  • insuficiência venosa;
  • pessoas que passam muito tempo do dia sentadas ou em pé;
  • gestantes;
  • período de recuperação após cirurgias;
  • veias varicosas;
  • dor, inchaço ou sensação de pernas pesadas.

Para além desses casos, existem situações em que as meias de compressão podem ser usadas a fim de prevenir o aparecimento de algum problema. É o caso de uma viagem longa de carro ou avião, por exemplo.

A contraindicação existe nos seguintes casos:

  • insuficiência cardíaca não controlada;
  • isquemia;
  • infecção ou ferida na região coberta com a meia;
  • infecção na pele;
  • alergia ao material da meia.

Cabe salientar, novamente, que é importante consultar a opinião de um especialista sobre o uso da peça, visto que ele saberá sugerir qual a meia e compressão são indicadas para cada necessidade. 

Quais são os benefícios das meias de compressão?

As meias de compressão oferecem uma série de vantagens para os seus usuários. Confira a seguir como essas meias podem ser úteis para o seu dia a dia:

  • ajudam a melhorar a circulação do sangue;
  • reduzem a sensação de cansaço nos membros inferiores;
  • amenizam o inchaço e as varizes das pernas;
  • diminuem o risco de trombose nos casos de viagens longas ou de pessoas que ficam muito tempo sentadas;
  • auxiliam no bom desempenho em atividades do cotidiano ou nas práticas esportivas;
  • melhoram a qualidade de vida do paciente.

Quais os modelos e linhas existentes?

Embora com o mesmo efeito, há diferentes tipos de meias. Atualmente, os modelos encontrados no mercado são 3/4 (panturrilha), 7/8 (meia coxa) e meia-calça. Já as linhas se dividem em medicinal, preventiva, estética e esportiva. 

Suave compressão 15-20mmHg

A meia que todo mundo deve utilizar! Isso porque é indicada para todos que ficam longas horas de pé ou sentados na mesma posição. Com compressão leve e caráter preventivo, é indicada para o bem-estar.

Além disso, auxiliam na prevenção de varizes durante e após a gestação e é ideal para quem usa pílulas anticoncepcionais ou tem propensão hereditária. Para além dessas situações, pode ser usada em viagens de longa distância.

Meias elásticas panturrilha de baixa compressão 15-20mmHg

Média compressão 20-30mmHg

Esse tipo é recomendado para quem enfrenta dores nas pernas ao fim do dia e em casos de cansaço extremo, varizes e inchaço. Serve ainda para o período pré e pós-operatório, podendo ser indicada para os casos mencionados no tópico acima também.

Alta compressão 30-40mmHg

Essas meias são indicadas para aquelas pessoas com varizes ou inchaço em estágio avançado e também para casos graves de doenças venosas, dores e cansaço. Além disso, são recomendadas para pessoas que lidam com quadros varicosos intensos, edemas acentuados persistentes, graus extremos de elefantíase, úlceras venosas pós-trombóticas e dermatofibrose acentuada.

Como é o funcionamento das meias de compressão durante a corrida?

Esse tipo de meia é muito utilizado no ambiente esportivo, principalmente, entre aquelas pessoas que participam de corridas. Isso porque as meias de compressão esportivas têm um papel muito importante para os atletas, pois ajudam a melhorar o envio de oxigênio para os músculos inferiores e, consequentemente, intensificam a força e a resistência das pernas — acarretando um melhor desempenho esportivo.

Nesse caso, elas terão um uso preventivo e funcionarão da seguinte forma: durante a corrida, os seus músculos vibram de maneira constante, o que pode causar uma intensa sobrecarga ou lesões. É nesse momento que as meias vão entrar em ação, comprimindo os tecidos musculares para amenizar as vibrações, as possíveis cãibras e o cansaço excessivo.

Um outro ponto importante é que elas ajudarão na tarefa de regenerar os músculos após o desgaste de horas de treino. Além disso, reduzirão as dores ocasionadas pela inflamação das fibras musculares.

Meia de Compressão Esportiva Performance 20-30mmHg Sigvaris para Corrida e Atividade Física

Como utilizar e conservar?

Coloque as meias assim que acordar e aproveite a posição deitada, pois ela evita a dilatação das veias da região. Levante as pernas levemente para cima e puxe a meia de maneira uniforme, cuidando para não danificar o tecido. Retire antes de deitar novamente.

Para conservá-las, jamais lave com detergente (apenas com água e sabão) e lembre-se de que o processo não pode ser feito em máquinas de lavagem. Tendo os cuidados necessários, suas meias podem durar, aproximadamente, de 4 a 6 meses.

Com este conteúdo você aprendeu que as meias de compressão podem ser encontradas em linhas preventivas, estéticas, esportivas e também de tratamento medicinal. Agora que já sabe da contribuição delas para o seu bem-estar, que tal descobrir se alguma delas pode ser ideal para você? Não se esqueça de buscar indicação com alguém que tenha especialidade no assunto.

Gostou de conhecer sobre essas meias que podem melhorar sua qualidade de vida? Então, que tal assinar a nossa newsletter e receber direto no seu e-mail os próximos assuntos?