Fisioterapia

Lesão de menisco: o que é, quais são as causas e mais!

Lesão de menisco: o que é, quais são as causas e mais!
Escrito por equipe Ortoponto

O menisco é uma estrutura cartilaginosa que está localizada no centro do joelho. Funciona como amortecedor de impacto, estabilizador, lubrificante e auxilia o movimento. Essa cartilagem está propensa a lesões em pessoas com excesso de peso, artrose, artrite e é muito frequente em atletas. Logo, lesão de menisco é um problema muito comum.

As causas dessa lesão podem ser pancadas fortes no joelho, como acontece com jogadores de futebol. Entretanto, algumas situações do cotidiano também podem lesionar o menisco, como fazer agachamentos muito fundos, virar rápido o corpo sobre uma perna e levantar muito peso utilizando as pernas.

Neste post vamos abordar sobre a lesão meniscal e descobrir quais são os sintomas, o diagnóstico, o tratamento e explicar como funciona a cirurgia. Quer ficar por dentro do assunto? Então, continue a leitura!

Quais são os sintomas da lesão de menisco?

Os principais sintomas da lesão de menisco são a dor na região anterior e lateral do joelho, seguida de perda ou bloqueio de movimento e inchaço local. A dor inicial é bem localizada, mas com o passar dos dias, o inchaço e a dor podem piorar e pode haver dificuldades para caminhar.

Em alguns casos, é possível que surjam episódios de travamento da articulação do joelho e até mesmo limitação de movimento. Esses episódios acontecem em algumas horas ou dias após o acometimento da lesão.

Qual o diagnóstico?

O diagnóstico é feito por meio da queixa clínica do paciente e de um exame físico detalhado. Os testes baseiam-se na associação de movimentos de rotação e flexão do joelho, além de compressão. A presença de dores no local no decorrer dos testes é um indicativo de que o paciente possui lesão meniscal.

As suspeitas devem ser confirmadas por meio de radiografias e ressonância magnética. Esses exames auxiliarão na identificação do local e do tipo de lesão, além de identificar possíveis lesões associadas, como de cartilagem ou de ligamentos.

Quais são os tratamentos?

O tratamento depende do grau da lesão, do tamanho e da localização da ruptura. Pode variar entre a fisioterapia e a cirurgia.

Alguns tratamentos incluem fisioterapia associada a um fortalecimento de músculos específicos e correção do comportamento biomecânico do paciente. Em conjunto, pode haver repouso, colocação de compressa de gelo no joelho e aplicação de analgésicos e anti-inflamatórios, receitados por um médico.

Como funciona a cirurgia de lesão de menisco?

Quando o tratamento mencionado acima não gera resultados satisfatórios, a cirurgia é a melhor opção. Para o paciente se submeter à cirurgia é preciso ter uma avaliação médica criteriosa e é necessário realizar exames de sangue.

No momento da cirurgia, o paciente é anestesiado e, então, submetido a uma limpeza na perna para a prevenção de possíveis infecções. Depois, o cirurgião realiza um corte com um bisturi para permitir a entrada do astroscópio, um equipamento acoplado com uma câmera que permite a visualização do menisco.

Outro corte também é feito, no qual o cirurgião extrai a lesão com uma pinça. A seguir, a região lesionada é aspirada e os cortes são fechados e finalizados com um curativo.

Após a operação, o paciente é aconselhado a usar muletas. Depois disso, após uma semana, é recomendado fazer fisioterapia para tratar as dores. O retorno das atividades, como caminhada e corrida, pode ocorrer após, aproximadamente, 30 dias depois da operação.

Joelheira Articulada com Faixas Ajustáveis e Dobradiças Metálicas Mercur em Neoprene

Quais os remédios para aliviar a dor?

Os remédios são indicados, principalmente, após a operação. Nos primeiros dias após a cirurgia, o ortopedista poderá indicar Ibuprofeno ou Paracetamol para alívio da dor.

Outra indicação são as pomadas Voltaren e Cataflam, que ajudam no controle da dor. Entretanto, só devem ser aplicadas quando a ferida estiver completamente cicatrizada.

Se você suspeita que possua lesão de menisco, não deixe de procurar um médico. É muito importante marcar uma consulta com um ortopedista que poderá avaliar o seu caso, além de indicar o tratamento mais adequado para você.

Se gostou do nosso post e deseja aprofundar mais sobre o assunto, inscreva-se na nossa newsletter para receber novos conteúdos!

Sobre o autor

equipe Ortoponto

Escrevemos sobre saúde, dicas de alimentação, de treino, exercícios físicos e vários outros assuntos e ideias que você pode adotar para levar uma vida mais leve e saudável. Leia nossos posts :)

4 comentários

Deixar comentário.

Share This