Você provavelmente já sentiu câimbras nas pernas durante um ensaio e não conseguiu executar seus movimentos com precisão. As câimbras são inimigas dos bailarinos e podem atrasar seu dia. Contudo, seguindo algumas dicas você pode evitar que elas apareçam.

A câimbra é uma contração muscular involuntária que provoca dor intensa e paralisa a musculatura afetada. Nos dançarinos, ela geralmente ocorre nos pés, panturrilhas e costas devido à atividade intensa.

Principais causas das câimbras nas pernas

Na grande maioria dos casos, as câimbras não são graves e as dores passam rápido. Suas principais causas são:

  • falta de oxigênio no músculo ou excesso de ácido lático, o que acontece durante a atividade física;
  • falta de minerais no organismo como potássio, magnésio, cálcio e sódio;
  • uso prolongado de medicamentos diuréticos que eliminam os minerais necessários ao corpo;
  • doenças como diabetes e problemas no fígado;
  • contrações repetitivas em músculos do corpo que não estão aptos;
  • fadiga muscular.

Uma situação em que a câimbra pode acontecer é, por exemplo, quando a bailarina da dança de salão executa um movimento de “meia-ponta” usando sapato de salto. Nesses casos, os músculos da panturrilha já estão contraídos para manter o equilíbrio no salto e o esforço adicional pode sobrecarregar a musculatura, causando o espasmo.

Dicas para evitar que as câimbras surjam

Se você já precisou interromper um ensaio por causa da câimbra, saiba que alguns hábitos podem prevenir que elas aconteçam. A seguir, separamos algumas dicas.

Hidrate-se bem

Você provavelmente já ouviu especialistas dizendo que é preciso consumir ao menos 2 litros de água por dia. Essa quantidade é necessária para hidratar células e órgãos e também músculos e tendões. Em dias quentes, os bailarinos precisam de ainda mais líquidos e a dose diária aumenta para 3 litros.

Outras bebidas como chás e sucos naturais, assim como alimentos com bastante líquido, como pepino e tomate, também são uma opção.

Tenha uma alimentação saudável

Uma alimentação balanceada e rica em potássio, magnésio e cálcio também é necessária para que as contrações não ocorram. Entre os alimentos mais indicados estão:

  • oleaginosas como castanhas, nozes e amêndoas;
  • derivados do leite como queijos e iogurtes;
  • banana;
  • batata doce;
  • melão;
  • tomate;
  • couve;
  • espinafre;
  • brócolis.

Cuide do condicionamento físico

Quando as câimbras acontecem com frequência, o corpo pode estar dando um aviso de que você não está bem condicionado fisicamente para executar os movimentos pretendidos.

Por isso, é importante ter sempre o apoio de um preparador físico que auxiliará você em um programa complementar para reforço muscular. É preciso que o músculo esteja preparado e adaptado para aguentar os ensaios e saltos.

Faça alongamentos antes e depois dos ensaios

É preciso alongar os músculos pelo menos uma vez ao dia, mesmo quando você não terá ensaio. O alongamento frequente, além de prevenir as câimbras, também vai prevenir as dores musculares no dia seguinte.

Ao primeiro sinal de câimbras durante o ensaio, pare imediatamente o exercício e alongue o músculo contraído — essa medida será suficiente para que a dor seja aliviada. Se for preciso, peça auxílio de um colega para a manobra.

Seguindo essas dicas simples e mantendo uma alimentação balanceada você conseguirá evitar os episódios de câimbras nas pernas e não precisará mais se preocupar com esse problema.

Curtiu as dicas? Tem um amigo bailarino que sofre muito com contrações musculares nos ensaios? Compartilhe esse post e ajude outros dançarinos a evitar o problema!