O Brasil tem mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 24% da população. No entanto, apenas 0,9% estão presentes no mercado de trabalho com carteiras assinadas. Por isso, o assunto emprego para pessoa com deficiência precisa ser tratado.

A Lei nº 8.213/91 estabelece que toda empresa com mais de 100 funcionários deve preencher parte do seu quadro com pessoas com deficiência. O objetivo é proporcionar mais inclusão e igualdade de oportunidades, proporcionando o acesso de todos aos direitos fundamentais.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você saber mais sobre o cenário de emprego para pessoas com deficiência no Brasil. Boa leitura!

Como é o mercado de trabalho para pessoas com deficiência?

Os dados do Ministério do Trabalho de 2016 mostram que 418,5 mil portadores de deficiência estavam empregadas no Brasil — índice 3,8% maior que em 2015. Isso mostra que esse número vem crescendo ano a ano.

Apesar das dificuldades, o mercado de trabalho para pessoas com deficiência tem melhorado. A política das empresas também está mudando, e muitas já fazem o processo de admissão sem distinção. Com a seleção mista, a pessoa com deficiência participa como qualquer outra pessoa e é avaliado pela competência profissional.

Após a contratação, os colaboradores passam por um treinamento como todos os outros. Dessa forma, eles estarão aptos a cumprir suas funções.

Quais são os principais desafios do setor?

As pessoas com deficiência ainda enfrentam alguns desafios no campo profissional. Em geral, existe preconceito tanto da sociedade quanto das empresas, que muitas vezes julgam os candidatos como não capacitados — embora muitas pessoas com deficiência tenham o ensino superior.

Segundo a pesquisa realizada pelo site Vagas.com e pela empresa Talento Incluir, 62% dos trabalhadores com algum tipo de deficiência afirmaram que já tiveram dificuldades no emprego. Essas pessoas reclamaram de falta de oportunidades, ausência de plano de carreira, baixos salários e falta de acessibilidade.

Os pontos apresentados mostram que, além da questão de problemas de acessibilidade, as pessoas com deficiência desejam melhores condições de desenvolvimento profissional.

Como lidar com esses obstáculos?

As empresas precisam analisar toda a estrutura e mapear as oportunidades de inclusão e emprego para pessoa com deficiência em cada setor. É necessário conhecer os diferentes tipos de deficiência e entender em quais posições essas pessoas podem se encaixar.

Para a pessoa com deficiência, investir na educação é fundamental. Como nem sempre a oportunidade profissional existiu, muitos não têm esse tipo de experiência — e cabe às empresas saber reconhecer essa desvantagem.

Nesses casos, quem não tem conhecimento prático do cargo para o qual está concorrendo precisa focar nas suas habilidades e desenvolvê-las da melhor forma possível. Outra opção é fazer cursos de capacitação de curta duração, como redação comercial, Excel, técnicas de atendimento, entre outros.

Quando uma empresa oferece uma vaga de emprego para pessoa com deficiência, é importante que ela esteja preparada para receber essa pessoa. Para isso, é necessário capacitar líderes e colaboradores e criar uma cultura inclusiva, na qual todos sejam tratados com as mesmas condições. É preciso pensar nas necessidades das pessoas com deficiência e de que forma a instituição pode supri-las.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de complementar a leitura e sabia quais são os desafios da pessoa com deficiência e como é possível superá-los.

Cadeiras de rodas