A dor no ciático — também chamada de ciática ou radiculopatia lombar — pode se manifestar em vários pontos ao longo da extensão do nervo. O isquiático, como também é conhecido, é o nervo mais longo do corpo humano. Ele se inicia na região lombar, passa pelas nádegas e prolonga-se até o hálux (dedão do pé). 

Além da dor, outros sintomas podem aparecer associados, como fraqueza, dormência e formigamento. A ciática é causada pela compressão de um ou mais conjuntos de raízes nervosas. Assim, essa dor não se configura uma doença por si só, mas ela é uma manifestação de alguma outra complicação que está irritando o nervo. 

Neste artigo, selecionamos alguns agentes relacionados às causas da dor no ciático e explicamos sobre medidas práticas para aliviá-la. Continue a leitura e descubra como se livrar desse desconforto!

Quais os principais fatores de risco para o surgimento da ciática?

Determinadas patologias, como hérnia de disco, lesão pélvica, tumores e infecções, são responsáveis por compressões no nervo ciático. Confira, abaixo, alguns fatores de risco que podem levar ao surgimento dessas doenças! 

Má postura

Permanecer com a coluna curvada durante o dia e a noite pode lesionar músculos e ligamentos desse local em longo prazo. O quadro é agravado quando a pessoa tende a realizar, de forma incorreta, movimentos repetitivos e que exigem força, como carregar objetos pesados com a coluna curvada ou fazer musculação com sobrecarga e de forma imprecisa.

Sedentarismo

A falta de movimentação física e o fato de permanecer na mesma posição por muito tempo podem acarretar o desenvolvimento de lombalgia. A dor lombar pode ser aguda ou crônica, sendo causada por lesão no músculo ou em algum ligamento.

Obesidade e sobrepeso

O excesso de peso corporal aumenta a pressão exercida sobre a coluna, principalmente sobre a lombar. Isso pode danificar músculos, ossos e ligamentos da região.

Como tratar a dor no ciático?

O tratamento das dores no ciático depende do tipo de patologia que está acometendo o paciente. Contudo, é possível amenizar o desconforto seguindo algumas dicas simples. Veja abaixo alternativas que podem ajudá-lo:

Fisioterapia

tratamento fisioterapêutico ajuda na reabilitação da integridade de determinadas funções do corpo humano, como restabelecer movimentos e equilíbrio.

Portanto, a fisioterapia pode ser um procedimento importante para tratar lesões na coluna, auxiliando na melhoria da postura.

Mesmo com esse acompanhamento, é imprescindível que o paciente esteja sempre atento a manter uma postura correta ao executar suas atividades diárias.

Almofadas

Algumas almofadas ortopédicas podem auxiliar na redução da dor ciática. Não existe um modelo específico a ser usado — elas podem ser quadradas ou redondas com orifício central. No entanto, as mais comumente indicadas são as com recorte traseiro.

Exercícios físicos

Atividades físicas, como musculação e pilates, promovem o fortalecimento dos músculos do abdômen, lombar e glúteos, auxiliando na correção postural. Caso não seja possível frequentar uma academia, existem exercícios e alongamentos que podem ser executados em casa.

Se possível, recomenda-se que o paciente alie a esse hábito uma reeducação alimentar, de modo a evitar ou reduzir sobrepeso.

A ciática pode se tornar um verdadeiro incômodo se ignorada. Assim, o melhor a fazer é procurar um médico capacitado para identificar a verdadeira causa desse incômodo. 

De todo modo, é possível buscar alternativas que podem aliviar o desconforto enquanto se espera por atendimento.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre como aliviar a dor no ciático? Então, leia também nosso outro post e descubra mais dicas que ajudam na redução de dores na coluna.