Se conseguir um bom emprego está difícil atualmente no Brasil, podemos dizer que, para as pessoas com deficiência, a situação é ainda mais complicada. Apesar da lei que ampara as cotas em grandes empresas, ainda falta muito para que o mercado esteja aberto a uma completa inserção desses trabalhadores.

Diante disso, é preciso procurar outras opções para conseguir uma grana extra e arcar com os custos de vida, que podem ser ainda maiores, dependendo das necessidades de cada deficiência.

Se você precisa de dicas para complementar sua renda e está perdido sobre o que fazer, não precisa se desesperar. Listamos abaixo algumas atividades que podem ser realizadas em casa, sem grandes investimentos, e vão garantir um dinheirinho extra no fim do mês.

1. Seja freelancer na internet

Essa opção é uma ótima oportunidade e pode ser exercida no conforto do lar, mesmo por pessoas com mobilidade reduzida. Existem muitos sites e plataformas na internet que possibilitam oferecer seus serviços a quem precisa. As atividades são variadas e você pode ser um freelancer em áreas como:

  • programação;
  • redação de textos para internet;
  • revisão de textos;
  • gestão de mídias sociais;
  • edição de vídeo;
  • design gráfico;
  • transcrição de áudios;
  • tradução;
  • entre outras.

Seja qual for a sua área, é possível conseguir uma boa grana extra. Você pode, até mesmo, trabalhar em período integral como freelancer. Monte um portfólio e cadastre-se para começar a oferecer seus serviços.

2. Dê aulas particulares

Entre as melhores dicas para complementar sua renda, também está ensinar coisas que você sabe dando aulas de reforço, artesanato, idiomas, culinária, matemática, música e até consultorias em negócios. Você pode oferecer suas aulas da forma tradicional, em casa, para pessoas que morem em seu bairro, ou optar por ensinar pela internet por meio do Skype ou em videoaulas.

Dar aulas, além de garantir uma renda, também é uma ótima forma de manter seus conhecimentos e continuar estudando, melhorar sua oratória e reforçar a habilidade de falar e se expressar em público.

3. Cuide de animais

A forma como as pessoas cuidam de seus animais também vem mudando. Os serviços de anfitrião fazem cada dia mais sucesso e podem ser uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro. Você sabe como funciona? Os donos de animais têm dispensados os hotéis e petshops e buscado deixar seus bichinhos em locais com mais “cara de lar” e onde os pets recebam cuidados e carinho.

Portanto, se a sua casa tem espaço para um animal e você tem disponibilidade para dar muito amor, é só se cadastrar em sites como a Dog Hero, como um anfitrião. Você fica livre para escolher quais animais quer receber, quanto cobrar e ainda garante os efeitos terapêuticos de ter um bichinho em casa.

4. Venda usados

A última opção que selecionamos é, talvez, a mais simples. Contudo, pode ajudar muito você a conseguir um dinheiro extra e pagar aquele boleto atrasado. Que tal se desfazer de roupas e utensílios que você não usa mais?

Vender objetos que estão parados é uma excelente forma de liberar espaço. Além disso, você pode fazer isso direto de casa, sem precisar procurar por brechós. Busque sites de vendas como o Enjoei, Olx e Mercado Livre, tire boas fotos, faça uma descrição completa do item e comece agora mesmo a desapegar.

Pessoas com deficiência podem ter gastos ainda maiores. Além disso, muitas vezes, existe uma grande dificuldade de entrar no mercado de trabalho. Seguindo nossas dicas para complementar sua renda, você consegue garantir uma grana extra e ainda desenvolve suas habilidades profissionais.

Gostou das dicas? Curta nossa página no Facebook para conferir todos os nossos posts.

Almofada terapêutica para cóccix