Saber escolher o modelo ideal entre os diversos tipos de cadeira de rodas é um impasse comum para os deficientes físicos e seus familiares. Isso se justifica porque nem sempre aquela opção que parece a mais adequada em um primeiro momento é a melhor para o indivíduo.

Vale destacar que não existe um modelo melhor ou pior do que o outro, mas sim que cada pessoa tem uma necessidade específica. Desse modo, deve-se buscar pelo modelo de cadeira de rodas que possa se adequar melhor a cada um.

Neste post, vamos falar brevemente sobre os principais tipos de cadeira de rodas e também os acessórios que podem ser utilizados pelos cadeirantes. Acompanhe nos tópicos a seguir!

Os 7 principais tipos de cadeira de rodas existentes

Os principais tipos de cadeira de rodas encontrados à venda são os listados a seguir. Confira.

1. Cadeira manual simples

A cadeira manual simples é ideal para quem busca o menor custo. Essa é a opção recomendada a pacientes como idosos com dificuldade para caminhar, pessoas que fizeram cirurgias e enfrentam dificuldades de locomoção ou outros casos em que o uso da cadeira será temporário.

Trata-se de modelos que, em geral, não oferecem muitas opções de ajustes, tamanhos, acessórios ou possibilidades de configurações personalizadas.

2. Cadeira dobrável em X

Outro modelo comum é o dobrável em X. Nesse caso, a cadeira é constituída por duas partes laterais, unidas por meio de tubos que formam uma sustentação no formato da letra X. Trata-se de cadeiras que já oferecem diversas opções de montagem, tamanhos, medidas e cores — além de garantirem conforto redobrado em relação às simples, pois contam com almofadas e estofamentos incorporados.

Com esse tipo de cadeira, a pessoa garante uma estabilidade completa do corpo. Portanto, ela é recomendada a quem busca um produto com bastante conforto e benefícios ou aos usuários que são mais dependentes e têm pouca mobilidade nos membros superiores ou no tronco.

Cadeira de rodas alumínio AVD Ortobras

3. Cadeira monobloco

As cadeiras monobloco são aquelas que têm o fechamento em L, ou seja, o rebatimento do encosto fica sobre o assento quando o acessório é fechado. Entre as principais vantagens desse tipo de cadeira, está o peso (que é bastante reduzido).

Desse modo, o próprio cadeirante consegue empurrá-la sozinho com os braços, o que muitas vezes dispensa a necessidade de ter um cuidador consigo o tempo todo. A cadeira monobloco é escolhida por cadeirantes ativos, inclusive esportistas ou atletas, pois possibilita um dia a dia muito mais dinâmico.

4. Cadeira motorizada

As cadeiras motorizadas são aquelas que podem ser conduzidas pelo usuário por meio de um joystick (controle). Elas possibilitam uma postura adequada e também garantem uma boa mobilidade de forma autônoma.

O modelo é ideal para as pessoas que têm pouca força nos braços ou doenças como distrofia muscular e esclerose múltipla, além das vítimas de AVC. É importante lembrar que apenas indivíduos com habilidade motora nas mãos e sem comprometimento intelectual podem usar as cadeiras motorizadas, por questões de segurança.

5. Cadeira com elevação automática

A cadeira com elevação automática, popularmente conhecida como “cadeira de rodas que fica em pé”, é perfeita para pessoas que necessitam de ainda mais autonomia no dia a dia. Isso inclui pegar itens em um armário ou acessar locais mais altos dentro de casa.

Com sua elevação, é possível que o cadeirante fique de pé na própria cadeira. Atualmente, os mais comuns são os modelos que fazem essa elevação automática, mas existem alguns que funcionam de forma manual. Essa opção é ideal para usuários que necessitam de cuidados especiais no que se refere às funções digestiva, circulatória e respiratória.

6. Cadeira de rodas reclinável

As cadeiras de rodas reclináveis são aquelas que, como o próprio nome sugere, podem ser reclinadas para trás. Elas são recomendadas para as pessoas que necessitam passar muito tempo sentadas e desejam fazer ajustes posturais, por exemplo.

Esse modelo também possibilita a mudança de posição do corpo, o que evita o surgimento de problemas como as escaras.

Cadeira de rodas reclinável Ortobras

7. Cadeira de rodas para banho

As pessoas com deficiência que têm dificuldades ao se higienizarem, em muitos casos, podem adquirir uma cadeira de rodas para banho. Ela é utilizada exclusivamente para tal finalidade e construída com materiais leves, que não enferrujam ao entrarem em contato com a água.

Esse modelo ainda pode conter um assento que se adapta para uso no vaso sanitário, assim o usuário tem mais facilidade e não fica desconfortável quando precisa fazer suas necessidades fisiológicas.

Os critérios que devem ser considerados para comprar uma cadeira de rodas

Além de conhecer os principais tipos de cadeira de rodas existentes no mercado, é importante que você considere alguns critérios no momento da compra. Dessa forma, será possível garantir o modelo que for mais interessante para o seu caso. Descubra o que deve ser observado abaixo!

Condições físicas e cognitivas do usuário

Pessoas que não têm o movimento das pernas, mas conseguem movimentar bem os braços e apresentam força nos membros superiores, podem utilizar cadeiras monobloco. Porém, se as condições físicas e cognitivas forem mais limitadas, o adequado é um equipamento motorizado.

Tipo de ambiente em que será utilizada

Você pretende utilizar a nova cadeira apenas para ficar em casa ou também para se locomover na rua e nos locais públicos? Definir isso é importante para a escolha de um motor mais potente e uma cadeira que também seja útil em áreas externas, por exemplo.

Presença ou não de um cuidador

A pessoa com deficiência que usará a cadeira tem sempre a companhia de um cuidador ou existem momentos em que ela fica sozinha? Se a resposta for a segunda opção, o mais adequado é escolher equipamentos que deem uma maior mobilidade para o usuário, uma vez que ele precisará ser mais independente.

Transporte em veículos

Se o usuário da cadeira de rodas utiliza veículos de transporte (adaptados ou não para pessoas com deficiência), também necessita considerar essa informação ao escolher o modelo do equipamento. A cadeira dobrável em X, por exemplo, é mais fácil de ser transportada no porta-malas dos carros, em viagens ou passeios.

Peso da cadeira

Outro item a ser considerado é o peso da cadeira. Isso porque aquelas mais leves são fáceis de serem manipuladas pelo próprio cadeirante. Além disso, há mais praticidade no momento em que os cuidadores ou ajudantes precisam colocar e tirar o equipamento de dentro do carro.

Os acessórios que podem ser utilizados pelos cadeirantes

Existem também alguns acessórios capazes de gerar mais conforto para os cadeirantes. Esses itens podem ser encontrados em diversas das melhores lojas do ramo. Alguns exemplos são:

  • o encosto rígido;
  • a almofada com alta densidade;
  • os dispositivos antitombos etc.

Conhecer quais são os principais tipos de cadeira de rodas é importante para que a escolha seja adequada para você ou seu familiar que necessita desse meio de locomoção.

Mais informações interessantes sobre cadeiras de rodas e outros acessórios para pessoas com deficiência podem ser encontradas em nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no LinkedIn. Não deixe de nos acompanhar!