Indicativas de uma possível insuficiência venosa crônica, as varizes atingem especialmente as mulheres e não costumam agradar quem as tem. A boa notícia é que existem formas alternativas para o tratamento de varizes que certamente ajudarão na conquista de uma vida melhor.

Bateu a curiosidade e quer saber quais formas são essas? Então confira:

1. Adote bons hábitos

Embora não previna diretamente as varizes, a atividade física melhora a circulação, o que é fundamental para que o sangue não se acumule. Dessa forma, a chance de apresentar o problema reduz bastante.

Ficou na dúvida sobre qual o melhor exercício? Não se preocupe! Para exercitar os membros inferiores qualquer um é válido: desde a caminhada até subir e descer a escada do prédio de casa ou do trabalho.

2. Use meias de compressão

Elas atuam ajudando na circulação através da redução da pressão da gravidade sobre os vasos sanguíneos das pernas e são uma eficaz forma de acabar com aquela sensação de cansaço e peso, além de diminuir o inchaço.

Obviamente, há uma indicação para cada situação, visto que existem diferentes níveis de compressão (suave, média e alta). Quer um exemplo da eficiência? Se você tem tendência a desenvolver o problema, a meia de compressão pode desempenhar um excelente papel na prevenção.

Meias de Baixa Compressão

3. Cuide sua posição

Se a sua rotina envolve ficar muito tempo em pé ou sentado, é bom rever. O surgimento de varizes é favorecido por conta da pressão que a gravidade executa sobre as veias das pernas, que encontram dificuldade na hora de bombear o sangue de volta ao coração.

Pernas cruzadas também são sinônimo de problema. Quando você fica nessa posição, a passagem do sangue é bloqueada por conta da pressão sobre as veias.

Sendo assim, a cada duas horas passadas na mesma posição, caminhe por uns dois minutos. Um exercício bem simples é contrair a panturrilha quinze vezes seguidas para estimular o sangue a subir, pois a panturrilha irá “espremer” as veias da região.

Outro método que geralmente alivia as dores é levantar as pernas. Ao colocar essa região acima do corpo, o sangue é forçado a circular.

4. Cuide da alimentação

Manter uma dieta equilibrada ajuda de duas formas: no controle de peso e no fornecimento de nutrientes que ajudam na prevenção das veias varicosas. A proteína e a vitamina C, por exemplo, são ricas em componentes de colágeno, que é uma parte do tecido presente nas veias e válvulas.

Para inserir todos os nutrientes necessários na sua alimentação, basta seguir uma dieta com alimentos variados. Isto é, frutas, verduras, grãos e também fontes de proteína magra — como peixes.

Quanto ao que deve ser eliminado: sal e alimentos ricos em gorduras saturadas. O motivo? O colesterol e o triglicérides aumentam a viscosidade do sangue, afetando diretamente a circulação.

5. Desfrute da medicina natural

Usando métodos naturais para promover o bem-estar e recuperar a saúde e a qualidade de vida das pessoas, a naturopatia parte do uso de recursos naturais como alimentos e ervas. Para tratamento de varizes, algumas opções são:

Babosa

Compressas de babosa geralmente são aplicadas na região afetada. Se você fizer, não esqueça dos seguintes cuidados: deve ser aplicada pela noite e deixada até a manhã seguinte. É importante que a babosa esteja quente, pois é uma forma de garantir que as propriedades sejam aproveitadas.

Alecrim

Para quem prefere chás, que tal preparar um com essa planta usada desde a época da Idade Média e Renascimento? Confira os ingredientes:

  • 1 colher de sopa de alecrim;
  • 1 colher de sopa de bardana;
  • 1 colher de sopa de tanchagem;
  • 1 litro de água.

Para o preparo, basta colocar todas as plantas na água e levar ao fogo até ferver. A indicação é de duas a três xícaras por dia, com trinta gotas de própolis acrescentadas em cada dose.

Genética, gravidez, sobrepeso ou tempo em excesso de pé ou sentado. São muitos os fatores de risco, o que justifica a necessidade de conhecer as formas alternativas para o tratamento de varizes — como as abordadas acima.

O que você achou das opções? Deixe a sua opinião nos comentários!