A pandemia do novo coronavírus foi anunciada em março de 2020, após notar-se a disseminação global do vírus. Com isso, além da necessidade do uso de máscaras e do isolamento social, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel para conter o avanço da doença COVID-19, causada por esse microrganismo.

Atualmente, a maioria das pessoas incluiu esse produto na rotina. Porém, nem todas sabem como o álcool em gel funciona e até questionam sua eficácia. Por esse motivo, neste post, abordaremos essas e outras questões importantes sobre o assunto. Então, acompanhe a leitura!

O que você precisa saber sobre o álcool em gel?

O álcool em gel é resultado do álcool etílico líquido, obtido a partir da cana-de-açúcar, após passar por uma série de processos químicos. Basicamente, sua composição consiste em: álcool etílico, água, carbopol e trietanolamina. Sua ação no combate aos vírus, como o coronavírus, pode ser explicada porque esses microrganismos estão envolvidos por uma camada de gordura.

Desse modo, quando o produto entra em contato com sua estrutura, age destruindo-a e impedindo que cause danos às células no nosso organismo. Vale ressaltar que para que o álcool seja realmente eficaz, deve ter concentração de 70%. Abaixo disso, ele não será capaz de matar os patógenos e, em concentrações maiores, evaporará rapidamente, sem proporcionar os efeitos esperados.

Por que investir nesse produto?

Lavar as mãos com água e sabão é uma das principais ações para prevenir a COVID-19 e outras doenças. Isso porque quando essa parte do corpo entra em contato com os olhos, a boca ou o nariz, se estiver contaminada, fará com que o vírus entre no organismo.

Contudo, em nosso cotidiano, nem sempre há um banheiro por perto para que essa higienização seja realizada. Nesse sentido, o álcool em gel se mostra um produto prático e eficiente, que pode ser utilizado com segurança, garantindo a prevenção de viroses.

Álcool em gel 70% antisséptico

Como comprar o álcool em gel certo?

Antes de adquirir o álcool em gel, deve-se estar atento a alguns aspectos para evitar a compra de um produto adulterado, falsificado ou ineficaz. O primeiro ponto a ser observado é a concentração na embalagem. Como dito, a porcentagem ideal é de 70%.

Além disso, algumas informações precisam estar no rótulo:

  • CNPJ da empresa;
  • razão social do fabricante;
  • nome do responsável técnico e o número do seu registro;
  • número de autorização do funcionamento da empresa.

Também é indispensável escolher um estabelecimento confiável e de referência para evitar transtornos.

Como comprar pela internet?

Devido à alta demanda por álcool em gel, luvas, protetores faciais e máscaras, fundamentais na prevenção do coronavírus, muitas lojas físicas estão com esses itens esgotados, sem previsão de reposição. Desse modo, a internet tornou-se uma grande aliada de quem deseja adquirir esses produtos e continuar protegido.

Entretanto, é preciso cuidado ao escolher o site para comprar. Separamos algumas dicas que garantirão uma compra mais segura:

  • pesquise a reputação da empresa;
  • veja os comentários de quem já comprou;
  • verifique os certificados do site;
  • tenha cuidado com preços muito abaixo do esperado;
  • conheça a política de troca e reembolso.

Agora que você já sabe como o álcool em gel funciona no combate aos microrganismos que causam doenças, visite o site da Ortoponto e conheça todos os produtos disponíveis para garantir sua proteção!