Escolher a bateria para cadeira de rodas é um cuidado muito importante que o usuário deverá ter. Afinal, isso definirá a usabilidade do equipamento.

Por exemplo, uma bateria ruim não fornecerá energia suficiente para que o motor faça arrancos ou supere obstáculos. Ela também não terá uma boa durabilidade, necessitando de trocas frequentes, além de várias recargas durante o dia. 

Quer evitar esses problemas? Então, não deixe de conferir o nosso post sobre o assunto! Vamos falar sobre os principais tipos de baterias e as vantagens de fazer a escolha certa. Acompanhe!

Quais são os tipos de baterias utilizadas em cadeiras de rodas?

As cadeiras de rodas motorizadas, por mais que não pensemos nelas dessa forma, são um tipo de veículo elétrico. Nesse sentido, diversos tipos de baterias podem ser utilizados, cada um com suas vantagens. 

Bateria líquida

Dentro dela, há substâncias ácidas e metálicas em estado líquido, produzindo as cargas negativas de eletricidade. Assim, esse modelo é capaz de gerar fortes correntes, o que é imprescindível para veículos mais pesados. Além disso, tem as vantagens de permitir uma maior densidade de energia e um baixo custo. 

No entanto, a bateria líquida apresenta o inconveniente de não ser preparada para muitos ciclos de carga e descarga. Então, no caso das cadeiras de rodas — que precisam ser carregadas praticamente todos os dias —, pode não ser tão boa, pois será necessário que o usuário faça constantemente a reposição da água nas células de energia.

Bateria selada

Funciona da mesma forma que a líquida, mas não precisa de reposição da água. Por essa razão, é um dos modelos mais utilizados para os motores elétricos. Consegue, também, manter uma durabilidade muito grande quando utilizada da forma adequada.

Ela apresenta uma boa quantidade de corrente elétrica para a cadeira de rodas, que geralmente não ultrapassa a velocidade de 15 quilômetros por hora. Portanto, é o modelo ideal.

Bateria estacionária

É utilizada principalmente em equipamentos que não precisam se locomover. Portanto, não deve ser utilizada em nenhum tipo de veículo elétrico. Afinal, devido às suas características químicas, não suporta os impactos e as vibrações — podendo se romper e gerar acidentes.

Quando é necessário carregar a bateria para cadeira de rodas?

Não há uma regra em relação à necessidade de carregar a bateria das cadeiras de rodas, pois tudo depende da utilização. Há quem use o equipamento durante todo o dia, enquanto outras pessoas, somente por poucos minutos. 

Para prolongar a vida útil da bateria, o ideal é fazer uma recarga a cada um ou dois dias. Deve-se evitar chegar ao nível mínimo de carga, pois isso reduz a durabilidade.

Uma prática muito interessante é deixar sempre o veículo recarregando durante a noite, enquanto o usuário estiver dormindo. Desse jeito, é possível utilizá-lo tranquilamente durante o dia. 

Qual é a importância de adquirir produtos de qualidade?

Uma bateria para cadeira de rodas de altíssima qualidade terá uma durabilidade muito maior em relação aos outros produtos. Ela é feita com materiais selecionados e com as melhores técnicas de fabricação, evitando que se deteriore com a movimentação da cadeira. Ademais, conta com uma longa garantia, o que permite a sua troca.

É capaz de garantir uma maior potência para o seu motor, entregando sempre a corrente elétrica e a voltagem prometidas. Para colher esses benefícios, procure uma loja filiada à Associação Brasileira de Ortopedia Técnica (Abotec).

Como vimos, a escolha da bateria para cadeira de rodas definirá o seu conforto com o veículo. Desse modo, é possível evitar motores que não respondam aos comandos, uma potência baixa, trocas constantes da peça e recargas muito frequentes.

Nós trabalhamos com bateria original direto de fábrica. Quer conhecer nosso modelo? Então, confira a nossa página!