Ter um carro à disposição pode facilitar muito a rotina de quem busca mais autonomia. No caso de portadores de alguma deficiência essa é uma aquisição que apresenta ainda mais benefícios, pois carros para pessoas com deficiência podem ser adquiridos com algumas condições especiais.

O benefício, no entanto, não é apenas devido à isenção de impostos. Afinal, o veículo contribui consideravelmente para a melhora na qualidade de vida, já que acaba com muitos dos problemas de locomoção. A seguir, confira as principais informações sobre o assunto!

Quais são os tipos de carros para pessoas com deficiência?

Cada deficiente físico possui uma necessidade específica e é por isso que existem diferentes tipos de carros. Confira alguns!

Comando manual de acelerador/freio e controle de comandos elétricos

O volante recebe uma alavanca, a qual controla a aceleração e o freio do veículo. Alguns botões também podem ser inseridos para que o motorista possa controlar buzina, limpadores, setas e vidros.

Volantes adaptados

A adaptação consiste na inserção de pomos giratórios no volante, os quais facilitam a rotação da direção. São ideais, portanto, para pessoas com pouca mobilidade nos braços e mãos. 

Acelerador esquerdo e pedais prolongados

Esse acelerador permite que pessoas sem o movimento da perna direita consigam dirigir. Já o prolongamento é uma adaptação para pessoas com baixa estatura.

Para cadeirantes

Solução para quem não tem mobilidade nos membros inferiores, esse tipo tem o banco do motorista removido. É inserido, portanto, um encaixe para a cadeira de rodas.

Quais as adaptações?

Todos os tipos mencionados anteriormente têm adaptações. Basicamente, essas modificações envolvem câmbio e embreagem automática, acelerador e freio traseiro para mãos, pomo giratório de apoio à direção, banco rotativo, rampa de acesso com adaptadores e elevador de plataforma. Em resumo: tudo para fazer com que o ato de dirigir seja algo simples.

No geral, essas são as alterações. Obviamente, nem todos os carros para pessoas com deficiência contam com todas, já que a adaptação é feita de acordo com a necessidade de cada um.

Quem pode dirigir?

Pessoas cujas patologias causaram sequelas motoras que dificultam a mobilidade. São muitos os problemas de saúde que possibilitam a isenção, sendo amputações, artrose, tendinite crônica e problemas na coluna, entre outros. Nos casos nos quais não há a autorização para a própria pessoa conduzir o veículo, é possível indicar até 3 representantes legais para guiar o automóvel. 

Quais são as regras?

Para recorrer ao direito, é necessário ser portador de deficiência ou o familiar responsável pelo transporte dessa pessoa. Um condutor com deficiência física, por exemplo, deve alterar a sua habilitação, bem como passar por avaliação médica e exame prático específico. Além disso, precisa de um laudo médico atestando a sua patologia e suas respectivas restrições.

É importante ressaltar também que o modelo adquirido precisa ser novo, fabricado no Brasil e custar menos de R$ 70 mil.

Quais são as isenções?

No geral, as isenções chegam a reduzir em até 30% o valor do veículo e nem sempre são apenas nos impostos. É o caso da isenção do rodízio municipal, medida adotada em algumas cidades para reduzir o congestionamento. 

Voltando aos impostos, há dois casos. Pessoas com deficiência condutora (deficiência física, por exemplo), são isentas de IPI, IOF, ICMS, IPVA e rodízio municipal. Já aquelas com deficiência não condutora (deficiência visual e intelectual, por exemplo) são isentas apenas de IPI e rodízio municipal. 

Em resumo, as isenções são estas: 

  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbios e Seguros (IOF);
  • Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Qual o preço?

Modelos de diferentes valores podem ser adquiridos. No entanto, os mais desejados têm os seguintes preços sugeridos para o público PCD.

  • Toyota Yaris Sedã XL: R$ 53.599,00;
  • Fiat Argo Precision: R$ 50.641,00;
  • Honda Fit Personal: R$ 52.837,00;
  • Ford Ecosport SE Direct 2018: 54.265,00.

Embora existam muitas possibilidades, o ideal é escolher um modelo principalmente pelo conforto. A beleza, obviamente, é um importante atrativo, mas, na prática, são as demais características dos carros para pessoas com deficiência que fazem a diferença na rotina.

Você já conhecia esse direito das pessoas com deficiência? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência ou opinião sobre o assunto!