Atividades simples do dia a dia de qualquer pessoa, como abrir potes ou escovar os dentes, podem se tornar um martírio para quem apresenta inflamações nas articulações (local onde há a união de dois ou mais ossos distintos, como  cotovelos e joelhos). Ainda que similares, a artrite e artrose são doenças com causas e sintomas diferentes.

Embora predominem em pessoas mais velhas — no geral, acima dos 60 anos —, crianças, jovens e adultos não estão livres delas. Entender as diferenças entre as doenças é fundamental para ter um bom diagnóstico e fazer um tratamento correto.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você entender do que se trata essas doenças e como tratá-las. Confira!

O que é artrite?

A artrite é uma doença inflamatória autoimune crônica, que afeta o tecido de várias articulações (punhos, mãos, joelhos, cotovelos, ombros, pés, coluna cervical, entre outras). A evolução do quadro está associada a alterações e deformidades nas articulações, que podem comprometer os movimentos.

Sintomas

No início, os sintomas podem enganar e serem comuns a outras doenças ou ocorrer de forma abrupta. Os mais comuns são:

  • mal-estar;

  • rigidez matinal que retrocede durante o dia;

  • perda de peso causada pela diminuição do apetite;

  • cansaço;

  • inchaço nas juntas das mãos, dos pés, dos joelhos e dos punhos, que podem se deformar com a evolução da doença.

Principais tratamentos

Ainda não se conhecem os recursos para a cura definitiva da artrite. Fisioterapia e atividades físicas ajudam a controlar a perda da mobilidade e o comprometimento das articulações.

O tratamento inclui analgésicos, remédios imunossupressores, anti-inflamatórios não esteroides e corticoides. Cirurgia e próteses articulares são uma opção para estágios avançados da doença.

O que é artrose?

A osteoartrite (popularmente conhecida como artrose) é caracterizada pela degeneração das cartilagens das articulações, acompanhada de modificações das estruturas ósseas vizinhas.

Sintomas

Os principais sintomas incluem:

  • dor nas articulações afetadas;

  • dificuldade para realizar movimentos;

  • inchaço e rigidez nas articulações.

Principais tratamentos

A artrose também não tem cura e o tratamento baseia-se no uso de medicação anti-inflamatória e analgésicos para diminuir a dor e a inflamação das articulações. Além disso, é importante manter uma rotina de fisioterapia, exercícios ou hidroterapia.

Isso é importante para manter a movimentação da articulação, fortalecer e melhorar o movimento. Durante as sessões é possível usar aparelhos de ultrassom ou eletroestimuladores que ativam as juntas, diminuem a inflamação, aliviam a dor e facilitam a cicatrização.

Quais são as diferenças entre artrite e artrose?

A diferença principal entre a artrite e a artrose é que a segunda acomete, principalmente, pessoas de idade mais avançada, enquanto a primeira pode ocorrer em todas as idades e é maior no sexo feminino.

Também há algumas diferenças em relação aos tipos de articulações atingidas. Embora as duas doenças acometam as mãos, na artrite o problema acontece nas articulações proximais — ou seja, nas mais próximas do punho e no próprio punho. Já na artrose, as articulações distais são mais atingidas, especialmente as localizadas perto das unhas. Além disso, há a formação de pequenos gânglios na região, conhecidos como nódulos de Heberden.

Em ambos os casos, é fundamental contar com o diagnóstico médico para um resultado preciso. Somente um profissional é capaz de prescrever os exames corretos para determinar o tipo de doença e, a partir disso, indicar o tratamento mais adequado.

As causas da artrite e artrose ainda são pouco conhecidas, mas já houve avanços importantes na área do tratamento. Por isso, quanto mais cedo o tratamento começar, melhores são os resultados, pois a chance de retardar a evolução das doenças aumenta e evita consequências indesejáveis.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe-o em suas redes sociais e ajude os seus amigos a identificarem essas doenças!