Os meses de frio são adorados por uns e odiados por outros. Apesar de muitos acharem uma delícia ficar em casa nas cobertas, é nessa época que muitas doenças se manifestam. Dores nas articulações no inverno acometem boa parte da população e podem ser sintomas de complicações musculares ou ortopédicas.

Articulações, como joelhos e cotovelos, são conexões entre ossos e as dores durante o inverno nessas regiões estão associadas à queda de pressão e temperatura ambientais. O frio pode provocar vasoconstrição, o que reduz a irrigação sanguínea nas juntas e gera o desconforto. As dores tendem a ser ainda mais intensas em locais previamente lesionados ou se a pessoa sofre de alguma doença, como artrite e artrose.

Como sentir dor nunca é agradável, é preciso procurar maneiras para amenizar esse incômodo. Confira abaixo 5 dicas que o auxiliarão nesse momento e tenha um inverno muito mais aconchegante!

Principais recomendações para evitar dores nas articulações no inverno

1. Prática de atividades físicas

Muitas pessoas têm o costume de interromper a prática de atividades físicas nos dias frios. Porém, para evitar dores nas articulações nesse período, o recomendado é manter essas regiões em movimento. Exercícios físicos promovem o fortalecimento muscular e das juntas, melhorando a circulação sanguínea de forma geral. A melhor lubrificação dessas áreas também reduz as sensações de dor e desconforto.

2. Aquecimento e alongamento

Aquecer o corpo é um hábito importante para ativar a circulação antes do exercício. Sem o aquecimento, a musculatura permanece contraída e o risco de sofrer lesões é maior. Ao incorporar esse hábito, é possível perceber benefícios durante o exercício, como diminuição dos espasmos e melhoramento das funções musculares.

Após a atividade, é recomendável alongar a musculatura trabalhada. A longo prazo, isso melhora a flexibilidade corporal e o condicionamento físico.

Se você não tem a prática de realizar atividades físicas, é essencial que todo o processo — do aquecimento ao alongamento final — seja supervisionado por um profissional qualificado. A realização de movimentos errados pode não gerar resultados ou piorar a sensação de dor.

3. Cuidado com roupas apertadas

O uso de roupas ou sapatos muito apertados gera uma pressão desnecessária sobre determinada região do corpo, provocando inchaço e agravando as dores. O ideal é usar roupas confortáveis e que permitam a movimentação.

4. Manter-se aquecido

Aquecer-se durante o inverno evita a redução da circulação sanguínea, principalmente nas extremidades do corpo, como mãos e pés. Para isso, a dica é agasalhar-se bem — procure usar roupas e acessórios quentes e aconchegantes.

Aposte no consumo de comidas e bebidas quentes, como sopas e chás. Opte também por alimentos termogênicos, como canela, gengibre e pimentas, pois eles aumentam o metabolismo do organismo e favorecem o melhoramento circulatório.

Se houver dor em alguma parte específica do corpo, pode-se aplicar compressas de água quente por alguns minutos nessa região.

Lençol térmico

5. Massagens

Massagens são fortemente recomendadas por melhorar a circulação do sangue e reduzir dores. As massagens com uso de pressões moderadas, como as automassagens, estimulam os receptores localizados logo abaixo da superfície da pele.

Esses receptores enviam sinais químicos ao cérebro, que libera hormônios redutores de estresse, como a serotonina. Após essa liberação, há um alívio da dor e aumenta-se a sensação de prazer.

Se houver persistência ou intensificação dos sintomas, é recomendável que se consulte um médico ortopedista. Dores nas articulações no inverno podem ser indícios de doenças mais preocupantes, como artrite, artrose ou gota, que requerem tratamento especializado. Somente um profissional qualificado poderá lhe indicar a medicação e os procedimentos adequados.

Gostou deste conteúdo e quer saber como se manter ativo durante o frio sem sair do conforto da sua casa? Leia este post sobre os melhores canais fitness na internet e mantenha suas articulações em movimento neste inverno!