O sangue é responsável pela distribuição de nutrientes, hormônios e gás oxigênio por todo os tecidos do nosso corpo. Além disso, ele ainda recolhe os resíduos produzidos pelas células, filtrando-os nos rins. Desse modo, a má circulação sanguínea pode prejudicar a saúde do indivíduo, causando diversos tipos de doenças.

Os sintomas mais recorrentes de má circulação são pele fria e seca, coceira, aparecimento de manchas vermelhas, inchaço, câimbras e sensação de dormência. Esses sinais costumam se manifestar em membros periféricos, como mãos, pernas e pés.

Ao reconhecer esses indícios, recomenda-se que o paciente procure auxílio médico, pois o caso pode evoluir para complicações mais sérias, como úlceras e trombose.

Neste post, listamos oito problemas comuns causados pela má circulação do sangue. Além disso, elencamos algumas medidas fáceis e rápidas que podem ser executadas mesmo por quem tem orçamento apertado ou rotina corrida. Boa leitura e tenha uma vida com mais saúde!

Quais problemas de saúde a má circulação sanguínea pode causar?

1. Trombose

A trombose venosa ocorre quando alguma veia entope devido a um coágulo de sangue. Trata-se de uma complicação grave: o coágulo pode impedir a circulação do sangue ou pode se fragmentar e atingir outros órgãos, como o pulmão.

Essa doença pode acometer pessoas que precisam ficar deitadas por muito tempo, como em momentos de recuperação pós-cirúrgica. Os casos identificados devem ser encaminhados imediatamente para atendimento no pronto-socorro.

2. Varizes

As varizes são veias dilatadas que ficam saltadas sob a pele, causando dor e inchaço. Elas podem ter várias causas, como gravidez ou predisposição genética.

As veias são responsáveis por levar o sangue que irrigou os tecidos de volta ao coração. Nas pernas, o sangue precisa agir contra a ação da gravidade para subir até o tórax. Assim, nesses membros, as veias possuem válvulas que impedem que o sangue volte para os pés.

Porém, às vezes, essas válvulas não funcionam muito bem e o sangue se acumula dentro dos vasos, provocando a sua deformação. Caso as varizes não sejam tratadas a tempo, podem surgir manchas definitivas, inchaço irreversível ou feridas nas pernas.

Meias de Baixa Compressão

3. Entupimento de artérias

O entupimento das artérias pode ser ocasionado por coágulos de sangue ou por acúmulo de gordura nas paredes internas dos vasos (aterosclerose). Esse é um quadro grave, pois o entupimento impede que o sangue passe e leve nutrientes e oxigênio para as células do corpo, comprometendo o funcionamento dos órgãos.

Se o caso não for tratado imediatamente, o paciente poderá ter feridas e gangrena. Em situações mais críticas, a pessoa pode ter um acidente vascular cerebral (AVC) ou amputação de algum membro.

4. Úlceras varicosas

Úlceras varicosas são feridas causadas por má circulação nas pernas e pés. Quando o sangue se acumula nas veias, há um aumento de pressão nessas regiões que deixa que deixa a pele sensível. Se a pessoa sofrer algum tipo de lesão nessa região fragilizada, como uma batida, esse trauma pode evoluir para úlcera.

Essas feridas são difíceis de se cicatrizar. Se não tratadas com higiene e cuidado, as úlceras varicosas podem infeccionar e aumentar de tamanho.

5. Câimbras

Câimbras por má circulação acometem principalmente em pessoas mais velhas. Com o passar dos anos, a tendência é que mais placas de gordura se acumulem nas artérias e que haja um estreitamento desses vasos.

A diminuição do diâmetro das artérias dificulta a circulação sanguínea e o sangue não irriga adequadamente algumas regiões do corpo, como membros inferiores. Assim, ao forçar a movimentação dos músculos das pernas e pés, há produção de ácido lático, gerando as dolorosas câimbras.

6. Baixa libido ou disfunção erétil

Os órgãos reprodutivos masculino e feminino precisam ser muito bem irrigados para que possam funcionar adequadamente. Assim, a má circulação sanguínea pode causar transtornos sexuais em ambos os sexos, como baixa libido.

Além disso, nos homens pode haver disfunção erétil e as mulheres podem ficar com o ciclo menstrual desregulado.

7. Queda de cabelo e unhas fracas

Sem a circulação apropriada do sangue, cabelos e unhas não recebem a quantidade suficiente de nutrientes. Com isso, eles se tornam fracos e começam a cair ou a quebrar com facilidade.

Ademais, os cabelos tornam-se ressecados e sem brilho e as unhas podem ficar foscas ou com manchas brancas.

8. Dificuldade para se concentrar

O cérebro é um órgão extremamente ativo e precisa receber uma quantidade considerável de oxigênio e glicose pelo sangue. Problemas de circulação sanguínea podem dificultar a irrigação das células cerebrais, alterando a capacidade de concentração e de memória do indivíduo.

Como prevenir e tratar a má circulação sanguínea?

Pratique atividade física

A principal recomendação para prevenir a má circulação do sangue é a prática regular de atividades físicas. Ao movimentar o corpo, os tecidos consumirão mais oxigênio e glicose. Para suprir essa necessidade, o sangue terá que circular mais pelos membros, aumentando o aporte de nutrientes e gás oxigênio.

Se o paciente for uma pessoa sedentária, pode sentir dores e incômodos ao incorporar esse hábito. Contudo, se a prática for repetida ao menos três vezes na semana, adquire-se melhor condicionamento físico e o sofrimento durante a atividade desaparece.

Não é preciso se matricular em uma academia para fazer algum tipo de exercício. Existem atividades simples que podem ser feitas em casa e que ajudam bastante na prevenção de doenças, como pular corda e alongamentos.

Tenha uma alimentação equilibrada

Ter uma alimentação mais saudável não é sinônimo de fazer dieta. Desde que não haja restrições alimentares por conta de alguma doença pré-existente, pode-se comer de tudo em quantidades moderadas.

Quem aposta em um cardápio rico em frutas, legumes e verduras terá menos chances de desenvolver problemas relacionados à circulação. Esses alimentos têm nutrientes que ativam a circulação e ajudam a fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos.

Além disso, pular refeição não é um hábito aconselhável. É fundamental que a pessoa faça pelo menos seis refeições por dia. Em cada um desses horários, as porções devem ser pequenas e diversificadas em nutrientes.

Engaje familiares e amigos

Praticar atividades físicas e alimentar-se bem podem se tornar práticas custosas para quem também tem que cuidar dos afazeres domésticos ou está com o orçamento reduzido. Não é à toa que essas dicas são deixadas de lado por boa parte da população.

Assim, o ideal é compartilhar os planos de melhoria de qualidade de vida com familiares ou amigos, a fim de ganhar apoio nessa decisão.

Por exemplo, planeje atividades físicas que podem ser realizadas por toda a família, como um passeio em um parque público. Desse modo, ganha-se tempo com pessoas queridas, todos se divertem e as crianças ainda aprendem sobre a importância de movimentar o corpo. Ou seja, só benefícios!

Procure tratamentos específicos

Os quadros clínicos de complicações decorrentes de má circulação sanguínea podem requerer remediação específica. Por exemplo, em casos de tratamento de varizes, alguns métodos incluem uso de meias de compressão e realização de massagens. Converse com o seu médico para saber o que é mais indicado para o seu caso!

A boa circulação garante o funcionamento adequado de todos os órgãos e tecidos do corpo humano, melhorando a qualidade de vida e a sensação de bem-estar. Ao menor sinal de complicações por má circulação, recomenda-se consultar um médico especialista qualificado.

Em todo caso, é melhor prevenir do que remediar. Incorporar algumas mudanças de hábito ajuda muito a evitar problemas de saúde.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre má circulação sanguínea? Então curta nossa página no Facebook e receba notificações sempre que algum post relacionado ao tema aparecer!